Início » Centro Educacional da APAE vira alvo de perseguição política e tem professores removidos, estudantes poderão ficar sem aulas.

Centro Educacional da APAE vira alvo de perseguição política e tem professores removidos, estudantes poderão ficar sem aulas.

O CEESP Professora Valquíria Araújo Fernandes de Oliveira da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE de Caxias passou a ser alvo de manobra política da gestão municipal desta vez, sete profissionais foram removidos da instituição.

A unidade esclarece aos pais dos 225 alunos, bem como a toda comunidade que em decorrência desta perseguição política, as atividades educacionais serão atrapalhadas. A APAE Caxias há 34 anos presta serviço gratuito a população e em mais de 100 municípios do Estado do Maranhão.

A Direção da instituição foi informada da nova decisão através de um ofício alegando que com base em uma visita técnica tomou-se esta medida. Em contrapartida, esta visita nunca aconteceu nas dependências do CEESP Profª Valquíria Araújo, de modo, que entendemos como perseguição política.

Esta parceria entre a APAE Caxias e Prefeitura Municipal é em prol do funcionamento do CEESP Profª Valquíria que existe há anos, a Associação cede espaço, custeia o translado dos alunos, doa material e ainda investe nas atividades lúdicas e técnicas, cabe apenas a SEMECT ceder os profissionais e o envio de merenda escolar.

O CEESP Profª Valquíria preza por uma educação inclusiva, participativa e transparente, todo corpo docente desenvolve suas funções, contribuindo para a garantia dos direitos das pessoas com deficiência, como a EDUCAÇÃO.

VIII OLIMPÍADAS ESPECIAIS DAS APAES DO MARANHÃO

A APAE Caxias e o CEESP Profª Valquíria Araújo sempre incentiva os alunos a participarem das atividades realizadas a nível Estadual e Federal, neste ano a expectativa para a VIII Olimpíadas especiais das APAEs marcada para acontecer em Agosto é grande. Nossos atletas especiais poderiam novamente trazer medalhas e troféus para Caxias.

Arquivo Apae Caxias

Mas, um dos profissionais removidos da instituição foi o único professor de educação física, o que impede o preparo físico dos alunos e por consequência a participação dos mesmos na VII Olimpíadas Especiais.

Carta de remoção do único professor de Educação Física da APAE Caxias

A APAE Caxias lamenta profundamente toda esta situação que prejudica pais, alunos e os bons profissionais da instituição. Fundada em 12 de Setembro de 1987 com o objetivo de sensibilizar a sociedade em geral, bem como viabilizar

os mecanismos que garantissem os direitos da cidadania das pessoas com deficiência na cidade de Caxias, a APAE é uma associação filantrópica, sem fins lucrativos, que atende pessoas com necessidades especiais, do nascimento a idade adulta.

VANDALISMO

Na última quarta-feira os profissionais do Centro de Reabilitação Rudá Cavalcante foram surpreendidos com um ataque de vandalismo na sala de psicopedagogia.

O CEESP Profª Valquíria Araújo Fernandes de Oliveira solicitou esclarecimento da Secretaria Municipal de Educação, bem como da Prefeitura Municipal e aguarda justificativa.

Fonte: ASCOM/Apae Caxias

Voltar ao topo